fbpx

DENTES DO SISO – Quando e porque extrair

DENTES DO SISO - Quando e porque extrair - Dra Wally Odontologia

Neste artigo eu explico sobre a necessidade de remoção dos dentes do siso ou como também são conhecidos o dente do Juízo que na verdade são os Terceiros Molares. 

São também chamados de dente do juízo pois eles costumam nascer entre 18 e 21 anos.O Dente do siso na verdade e um dente que está em extinção na espécie humana, Porque em extinção? Porque antigamente tínhamos uma alimentação mais dura, mais fibrosa necessitavamos de três molares para triturar o alimento. Hoje em dia com a alimentação mais macia, processada, industrializada, não necessitamos mais de três molares para realizar a trituração dos alimentos.

Sabemos que dentro de alguns anos não teremos mais dentes do siso, muitas pessoas hj ja nao apresentam um ou mais dentes do siso. Eu mesma sou um exemplo, do lado esquerdo nao possuo os dentes do siso, já do lado direito possuo os dois em posição e em funcao sem necessidade de remoção dos dentes do siso. Por esta evolução, o tamanho da nossa arcada dentária diminuiu e na grande maioria da população o dente do siso ficou sem espaço para nascer. Este é o grande motivo pelo qual hoje em dia temos muitos pacientes com indicação de remoção dos dentes do siso.

Mas porque e quando está indicado a remoção dos dentes do siso? Sempre é preciso a remoção dos dentes do siso?

Bom vamos lá, NÃO, nem sempre está indicada. Quando os dentes nasceram, estão em posição, tem o de cima e o de baixo e estão em função e não está mordendo a bochecha, não tem necessidade de se remover, ele é como um outro dente e vai auxiliar na mastigação.

  • Por outro lado quando o dente não nasce(incluso) ou não nasce por completo(semi-incluso) está indicada sua remoção. Quando o dente está semi-incluso, a gengiva recobre parte do dente, e por mais que tentamos não conseguimos higienizar adequadamente. O DenTe está lá no fundo, mais abaixo do segundo molar e acaba juntando restos de alimentos, forma-se a placa bacteriana é esse tecido gengival acaba se inflamando, gerando edema, dor local e muitas vezes evolui para um abscesso, esse processo é chamado de pericoronarite. Precisa-se tratar com medicamentos, higiene local e realizar a remoção cirúrgica.
  •  Já o dente incluso(quando não nasce)pode estar na posição vertical como na posição horizontal, e sempre está indicada a remoção cirúrgica. Esta  indicação deve-se ao fato de que todo dente incluso tem o potencial de uma hora outra formar uma lesão cística, lesão benigna e às vezes alguma lesão mais agressiva. O dente é envolto em um capuz coronário que seria um tecido que envolve o dente em formação e que se rompe e some quando o dente se erupciona(nasce). Com o dente incluso esse tecido permanece ao redor do dente e suas células podem se diferenciar em algum tipo de lesão. Mas se o paciente resolve que não quer remover este dente pq não dói, não atrapalha e não quer passar por um procedimento cirúrgico, nos como profissionais orientamos a fazer um acompanhamento radiográficas anual exatamente para ver se não está se formando nenhuma lesão. A qualquer momento que observa-se qualquer alteração é preciso remover o dente em questão. Mas o paciente pode passar a vida toda sem nenhuma alteração.
  • Outra indicação de remoção do dente do siso  e quando o dente nasceu, esta em posicao, mas está cariado precisando realizar tratamento endodôntico. A endodontia não está indicada para dentes do siso pois geralmente eles possuem uma anatomia radicular atípica e como e um dente que não nos faz falta para a mastigação indicamos a remoção. Sempre que está indicada a remoção de um dente do siso, indicamos também a remoção do seu antagonista( ou seja se remover o inferior está indicada a remoção também do superior), pois ele fica sem função e começa a se movimentar para encontrar com o seu antagonista e aí pode começar a morder a gengiva ou a bochecha no local onde estava o seu antagonista.
  • Quando o dente está impactado no segundo molar pode provocar cárie no segundo molar por dificuldade de higienização, pode provocar tb reabsorção radicular do segundo molar. Nestes casos pode-se acabar perdendo o segundo molar por estes motivos, então está indicado a remoção do dente do siso. 
  • Outra indicação é a realizada pelos ortodontistas pós tratamento ortodôntico para prevenção e manutenção da estabilidade dos dentes, caso o siso venha a provocar movimentação dentária e acabar perdendo parte do tratamento ortodôntico.

No momento em que foi indicada a remoção dos dentes do siso, o que é melhor, tirar Dois de cada vez ou os Quatros de uma vez?

  • Eu costumo falar para os meus pacientes que depende, tem seus prós e seus contras. Vamos lá, tirar os quatro de uma vez do meu ponto de vista tem mais prós do que contras. Tirando os 4 será um pos operatorio só, um pouco mais chato, mas de uma vez só. E necessario tomar medicação pré-operatória e pos-operatória, tirando os 4 essa medicação é tomada uma vez só. Se for tirar dois e dois terá que emendar 15 dias de medicação. Tirandos os 4 o paciente sai com a boca inteira anestesiada em cima embaixo de um lado e de outro. Quanto a alimentação será líquida e fria no primeiro dia, e pastosa nos dois dias seguintes, se for os 4 essa alimentação pastosa devera se extender por mais dois dias.Mas a decisão e somente do paciente, ele que decide se quer fazer os 4 ou 2 e 2.

Espero que você tenha gostado desse artigo e peço que você deixe seus comentários e sugestões para novos assuntos.

Um grande abraço e até o próximo artigo!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

Dra Wally Odontologia - Cirurgia Buco-Maxilo-Facial